Busca Avançada
Praia Brava da Fortaleza
Região: Praia Brava da Fortaleza
Litoral Sul a 20.0 km do centro.

A praia Brava da Fortaleza está localizada na Enseada da Fortaleza: é a penúltima das praias que estendem-se ao longo do braço de terra. Os moradores locais não sabem, até os dias de hoje, exatamente o que originou o seu nome pois de brava ela não tem nada e seu segundo nome (Fortaleza) é de origem da praia ao lado onde se estendem uns amontoados de pedras mar adentro formando de fato um segura fortaleza que, em épocas distantes, abrigava corsários do mau tempo e mar revolto e também embarcações piratas que se escondiam da rota de Santos ao Rio de Janeiro. Forte de construção natural, proporcionava uma incrível visibilidade mar adentro. Assim, os criminosos e traficantes negreiros podiam perceber exatamente a hora certa de partir, já que quem está na praia Brava da Fortaleza tem total visibilidade de mar aberto; porém, aos olhos de quem passa pela rota é praticamente invisível, disfarçada pelo amontoado de pedras da sua praia vizinha. 
A entrada para chegar a este pedaço do paraíso é o condomínio da Praia Dura, de onde segue-se aproximadamente uns cinco quilômetros e meio. O ponto de referência é entre o Mercadinho Caiçara e a igreja da Congregação Cristã do Brasil, onde segue-se uma trilha de chão batida cuidadosamente preparada pelos moradores locais. A trilha de, no máximo, cinco minutos reserva incríveis surpresas como, por exemplo, a companhia de caxinguelos, borboletas, diferentes sons de pássaros, sem contar a beleza da mãe natureza toda ornamentada por samambaias, coqueiros, guapuruvus que nesta época do ano exibe sua floração amarela, olho-de-boi que serve como estabilizante de pressão alta (alguns caiçara o usam bem ao centro do peito com grandes resultados). Ele também faz parte da infância de muitas crianças pois, se esfregar sua parte listrada em uma calça jeans, ele causa uma pequena queimadura causando um grande corre-corre. Também usado como objeto de decoração criativamente trabalhado por artesãos. 
Ao chegar à praia, somos recepcionado, ao lado direito, por ubás - canas silvestres que originou o nome de Ubá-tuba - e, ao lado esquerdo, pela Barraca da Palmira, única na pequena praia, que orgulhosamente cuida da limpeza da praia e faz de tudo para que o visitante sinta-se de fato especial. Assim, ela cuida até do lazer colocando uma rede de vôlei permanente na praia. Ao lado esquerdo da praia, está uma única mansão que não interfere na beleza natural do lugar protegido até mesmo por Espadas de São Jorge, planta que protege tanto a moradia dos veranistas, quanto a praia. 
Sua costeira, do lado esquerdo, apresenta uma cor achocolatada que nos proporciona certa curiosidade e encanto por tamanha particularidade. A praia é dividida ao meio por uma nascente d’água que surge das montanhas e que nos certifica que Deus existe e nos proporcionou abundância de água e alimento, mas que o homem tem o poder de modificar... Poucos são capazes de perceber e sentir o paraíso e constatar que tudo é muito mais belo e simples do que possamos imaginar e que a crise está dentro de cada um: nós somos a causa. 
A praia Brava é mais um lugar capaz de nos fazer compreender, aprender, vivenciar e finalmente entender que é muito fácil ser feliz!

Fonte: Ubatuba SP