Busca Avançada
Igreja Matriz de Ubatuba
Região: Centro de Ubatuba

A primeira igreja Matriz de Ubatuba foi construída na Avenida da praia, atual Av. Iperoig, onde foi erguida a casa da família Gastão Madeira e atualmente funciona a Câmara Municipal. A Capela ficava no centro de um cemitério e tinha como Padroeira Nossa Senhora da Conceição, a primeira padroeira da cidade. Por isso, a rua que começa na Avenida, junto ao local da Capela, recebeu o nome de Conceição. No final do século XVIII, a população do município cresceu motivada pela reabertura do Porto. Logo no início do século XIX, surgiram as ricas mansões e imponentes sobradões. A população aumentou e a capela se tornou pequena. Uma nova Matriz, e de menor porte, foi projetada e iniciada em 1780. Entretanto, a falta de recursos financeiros fez com que a obra paralisasse várias vezes. Em 9 de março de 1790, uma carta ao capitão-mor de Ubatuba reafirmava uma ordem anterior para a cobrança de subsídios aos barcos que chegassem ao Porto ..."continue a cobrança do subsídio para a construção da Nova Matriz, como lhe ordenou o Marechal Governador Interino"... (...) ... "E somente após o pagamento, os Mestres das embarcações poderão ser despachados."... No entanto, esses recursos ainda eram insuficientes. Somente com a Lei n.º27, de 8 de março de 1842, assinada pelo Barão de Mont'Alegre, presidente da Província de São Paulo, concedia à [Vista aérea da Igreja Matriz e parte do centro da cidade] Igreja Matriz da Vila de Ubatuba, a Loteria Municipal, em benefício "a construção..."

Somente em 1866 a Nova Matriz ficou em condição de uso, porém, inacabada. Sem as torres, ela permaneceu até 1890, época em que o empreiteiro Francisco dos Passos foi contratado para construir uma das torres para colocar os sinos e relógio. A outra torre ficou abandonada até 1940, época em que chegou a Ubatuba para dirigir a paróquia o Padre Alemão, Hans Beil, mais conhecido por Padre João. Ele solicitou aos fiéis quaisquer recursos para melhorar o aspecto. A torre, que ainda permanece inacabada, recebeu um novo telhado, os bancos foram renovados, o piso recebeu cerâmica e os detalhes das portas, altares e teto, foram feitos artesanalmente pelo voluntário carpinteiro Antônio Marques do Vale. A nova Matriz foi erguida sob a invocação da Exaltação da Santa Cruz do Salvador de Ubatuba, o verdadeiro nome da cidade. Essa data é comemorada no dia 3 de maio, Dia da Santa Cruz, a atual Padroeira da Cidade.



Créditos: ubatubasp.com.br