Busca Avançada
Notícias de Ubatuba
Saúde - 04/03/2020
Ubatuba prepara ações de combate à dengue
Município já tem 21 casos confirmados e 218 suspeitos

Representantes de diferentes órgãos da Prefeitura de Ubatuba que integram a Sala de Situação e Comando contra Arboviroses se reuniram no dia 19 de fevereiro para compartilhar informações sobre a situação da dengue no município e planejar as ações a serem realizadas de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor dessa arbovirose e também da zika, chikungunya e febre amarela.

O encontro reuniu diferentes setores da secretaria municipal de Saúde, incluindo a Vigilância Epidemiológica (Viep), a Vigilância Sanitária, a Vigilância Ambiental, a supervisão da Vigilância em Saúde, a supervisão da Atenção Básica, o setor de Planejamento, além de prestadores de serviço como o hospital Santa Casa e o Laboratório Humanize. Participaram também integrantes da Defesa Civil e das secretarias de Obras, Infraestrutura e Segurança.

Segundo o boletim mais recente, divulgado nesta quinta-feira, 27, Ubatuba teve um total de 270 casos notificados em 2020, dos quais 21 são confirmados, 31 são negativos e 218 são suspeitos, aguardando resultado de exame. O boletim epidemiológico completo está disponível na página da Vigilância em Saúde de Ubatuba: www.ubatuba.sp.gov.br

A Vigilância Epidemiológica também já encaminhou ao Instituto Adolfo Lutz (IAL) três amostras para isolamento viral com o objetivo de saber qual o tipo do vírus que está circulando em Ubatuba.

Ações em andamento

Cerca de 100 agentes comunitários de saúde, em conjunto com agentes de endemias, visitam os domicílios para orientar em relação aos sintomas da dengue e à eliminação de criadouros do mosquito Aedes aegypti, principal medida de prevenção à transmissão da doença.

Outra medida em preparação é a capacitação da rede assistencial, incluindo unidades básicas de saúde, pronto-atendimentos e equipes da Santa Casa com o objetivo de relembrar os fluxos de atendimento e a notificação de casos de arboviroses.

A intensificação das ações de controle do mosquito também está programada para as áreas com maior infestação pelo Aedes aegypti. Segundo o resultado do relatório de Avaliação de Densidade Larvária (ADL) feito em janeiro, o índice geral de Ubatuba está em 0,8, portanto, dentro da faixa recomendável (abaixo de 1,0). Porém, na área 2, que vai da praia das Toninhas até Domingas Dias, esse índice está em 1,52.

Outra ação em preparação é a orientação técnica aos brigadistas contra a dengue, que são os representantes de vários serviços de saúde, escolas e também da Comtur, que ficarão responsáveis por olhar o local onde trabalham uma vez por semana para identificar possíveis criadouros e ver como fazer o manejo deles.

Faça parte deste combate

A maior parte dos criadouros do Aedes aegypti está dentro de casa, em áreas onde os agentes de combate a endemias não chegam. Por isso, a Prefeitura de Ubatuba iniciou a campanha “Dengue sai fora! Aqui não é a sua praia” e pede que a população colabore reforçando ações para eliminar criadouros do mosquito como manter com a boca para baixo ou eliminar todo recipiente que possa acumular água e verificar semanalmente ralos externos, calhas, caixas d’água, reservatório de água pluvial (chuva), prato de vasos de plantas, porta-escova de dentes e mesmo o reservatório de degelo da geladeira.

 
Fonte: Fonte: Secretaria de Comunicação / PMU