Busca Avançada
Notícias de Ubatuba
Entrevista - 02/04/2018


Com o fim da época de chuvas, Ubatuba sai do estado de alerta
Prevenção e conscientização nas áreas de risco devem continuar

Na manhã da última terça-feira, 27, uma equipe da Coordenadoria Estadual da Defesa Civil (Cedec), juntamente com técnicos do Instituto Geológico, estiveram em Ubatuba para promover uma vistoria nas áreas de risco do município.

O oficial da Cedec, Capitão PM Walter Cabello Neto, o especialista ambiental do instituto geológico, Eduardo de Andrade, e o geógrafo Eduardo Schimid Braga acompanharam o coordenador da Defesa Civil de Ubatuba, Guaraçay dos Santos, a fim de avaliar se as medidas recomendadas pelos órgãos em visita anterior foram atendidas adequadamente.

Essa análise faz parte do cronograma da “Operação Chuvas de Verão”, realizada no Estado de São Paulo de 01 de dezembro de 2017 a 31 de março de 2018. A iniciativa tem o propósito de preservar vidas e reduzir danos humanos, materiais e ambientais, principalmente no período de chuvas.

Os municípios são diariamente monitorados e assistidos pela Defesa Civil Estadual, que apoiam os agentes municipais responsáveis por operar os Planos Preventivos de Defesa Civil (PPDCs) – referentes a escorregamentos e inundações, com o objetivo de prevenir e minimizar os impactos associados aos eventos típicos do período chuvoso.

Com as fortes chuvas ocorridas no final de fevereiro, Ubatuba chegou a operar em estado de alerta, registrando 298 milímetros de chuva em um dia - o que corresponde ao previsto para um mês.

Avaliação

Após a vistoria técnica, a equipe constatou que Ubatuba, agora, sai do estado de alerta caminha para o estado de atenção. O laudo confirmou que, a partir desta quarta-feira, 28, as chuvas diminuem e poderão acontecer de forma rápida e isolada, mas sem grande potencial de transtornos.Entretanto, é preciso lembrar que esta classificação depende da quantidade de chuva registrada na cidade, e que existe a possibilidade de voltar a chover.

Andrade destacou a importância de conviver com o risco de forma consciente, incentivando a comunidade a perceber qualquer tipo de ameaça iminente.

O coordenador da Defesa Civil de Ubatuba afirmou que a equipe vai dar continuidade às ações de monitoramento e conscientização da população, pois todos precisam estar preparados para agir caso haja novos registros de chuvas e suas consequências.

“Nosso objetivo é deixar a população sempre bem informada, para que não seja surpreendida com os fenômenos da natureza. Por mais que o período de chuvas intensas termine no fim de março, estamos lidando com algo imprevisível e, desta maneira, a prevenção é o mais importante”, reforçou o prefeito Délcio Sato (PSD).

Dicas:

Com as fortes chuvas , é importante tomar cuidado com os deslizamentos de terra, que causam desabamentos e soterramentos. Por conta disso, a Defesa Civil do Estado de São Paulo divulga algumas dicas para quem mora em morros ou encostas:

– Plante grama e capim nas encostas do terreno, pois as raízes penetram no solo e impedem o desmoronamento;

– Evite plantar bananeiras e árvores grandes como mangueira, mamoeiro, abacateiro, entre outras. Elas acumulam muita água no solo e podem provocar deslizamentos de terra;

– Evite também cortes e aterros nas encostas para não enfraquecer o terreno;

– Nunca construa próximo a barrancos. Quanto maior for a distância que você deixar, maior será a segurança para a sua moradia;

– Sabia que o lixo jogado nas encostas acumula água" Isso vai deixá-lo mais pesado e, se escorregar, vai arrastar o solo junto com ele;

– Nunca jogue água de pia, tanque ou chuveiro nas encostas. Além de ser errado e contaminar o solo, umedece a área e aumenta o risco de deslizamento. O melhor a fazer para a prevenção é instalar canaletas ou tubos para o escoamento dessas águas usadas;

Sinais que indicam que pode ocorrer um deslizamento

– Observe no terreno se árvores, postes ou muros estão com alguma inclinação anormal;

– Observe rachaduras, trincas ou saliências no chão ou nas paredes;

– Observe se o local tem água mais barrenta que o normal. Pode ter algum cano com vazamento e infiltrando-se pelo terreno;

O que fazer

Em caso de deslizamento, é importante sair imediatamente do local e procurar abrigo em lugares seguros. Quando estiver a salvo, ligue para a Defesa Civil no 199.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social / PMU
Fonte: Secretaria de Comunicação Social / PMU